Página:Farias Brito, o homem e a obra.djvu/24

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


I
SÃO BENEDITO

Em S. Benedito, obscuro povoado da serra de Ibiapaba, aos 24 de Julho de 1862[1], abriu os olhos À luz aquele que deveria ser, por excelência, mais tarde, no Brasil, o seu filósofo e o seu poeta. Poeta e filósofo enamorado

da Luz, nascido na Terra de Sol, no esplen-


  1. A DATA DO NASCIMENTO DE FARIAS BRITO:

    Jackson de Figueiredo, no seu opúsculo Algumas Reflexões sobre a Filosofia de Farias Brito, logo nas primeiras linhas dá breve noticia biográfica do ilustre pensador. Textualmente: “Raimundo Farias Brito nasceu a 24 de Julho de 1864 em São Benedito, vila obscura do Ceará, na serra do Ibiapaba”. Há nestas tres linhas, dois enganos. Releva porém observar que Jackson reproduziu erro de Rocha Pombo. O trecho citado pertence de fato a uma pequena biografia da autoria daquele historiógrafo. Curioso todavia que não tivesse havido quem reparasse em tais enganos, um dos quais até hoje se repete como coisa líquida e certa em quasi todos que se ocupam da vida de Fartas Brito.

    O primeiro desses enganos consistiu em omitir no nome do filósofo a partícula de, que êle sempre usou ao assinar por extenso qualquer trabalho. O outro engano provoca maior surpresa. Rocha Pombo, alám de historiógrafo, habituado