Página:Flora pharmaceutica e alimentar portugueza.djvu/12

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


FLORA PHAKMACEUTICA Allm. Pharm. óleo (azeite). Drupa (azeitona) perfeitamente oval , obtusa-ar- redondada em ambas as extremidades , glabra , negra , mais ou menos escura , segundo a va- variedade ; caroço oval , oblongo , agudo em ambas as extremidades , áspero , com sulcos longitudinaes e rugas, acinzentado; amêndoa branca , coberta de huma túnica esverdinhada , reticulada , com veios brancos. Cultiváo-se quasi em todo o Reino trcs varieda- des , cujos fructos se distinguem pelos nomes de azeitona ordinária, uerdeal , e cordoveza ; a primeira he perfeitamente oval , a segunda também , mas obtusa nas duas extremidades , a terceira obtusa-oval. A terceira he entre nós quasi exclusiva- mente destinada d meza , cortinão-a. primeiramente em agua , e conservan- do-a depois em salmoura: das primei- ras duas se faz o mesmo uso onde a cordoveza he mais rara. Da segunda e primeira se tira por ex- pressão o óleo commum , conhecido en- tre nos pelo nome azieite, por cujo mo- tivo tem lugar esta espécie nos catalo'^ gos de matéria medica. Floresce em Maio e Junho. Arvore. Verónica. Calyx partido era quatro ou cinco lacinias ; Co- roUa em quatro , a inferior mais estreita