Página:Flora pharmaceutica e alimentar portugueza.djvu/59

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


E ALIMENTAR PORTUGUEZA. $í Caule tubercLilado, hispido, folhas caulinas lan- ceoladas , hispidas ; flores espigadas , lateraes. Habita nos campos , muros , e ruinas dos edifí- cios. Floresce na primavera e estio. Annual ou Biennal. Nos authores modernos de Matéria Me- dica não se acha esta espécie ^ nem ou- tra alguma deste género nao obstante faço aqui menção delia pelas virtu- des , que attríhuem Dioscorides , Plí- nio e outros dos antigos ao Echium , que , segundo a sua descripçao , parece poder referir-se d espécie vulgare e por me parecer que na Flora pharma" ceutica d'*hum paiz nao deve omittir- se vegetal algum em que possa suspei- tar-se virtude. Borago. Calyx partido em cinco lacinias , persistente ; co- rólla arrosetada , orla partida em cinco laci- nias, fauce coroada coai cinco elevações, chan- fradas. 5'6, B. officinalis. Em Fort. Borragem ordinária. Folhas todas alternas , calyces patentes. Fharm. herva , flores. Caule: redondo, carnoso- succolento, levantado, angulado, com sulcos intermédios ; ângulos de- cursivos das folhas, pequenos-, empubescido ; pelos assovelados , hum tanto rijos , pungen- tes , nascidos d' huma base tuberculada , quasi redonda; ramoso, diífuso ; ramos alternos, ro- liços , estriados , hispidos. G 2.