Página:Flores do Mal (1924).pdf/142

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Soluça o bandolim como um peito magoado,
Um terno coração que sabe recordar!
O ceu lembra de um templo iluminado altar;
O Sol agonizou n’um leito ensanguentado...

Um terno coração que sabe recordar
Relembra com carinho os sonhos do passado!
O Sol agonizou n’um leito ensanguentado...
E eu ergo-te, mulher, iluminado altar!