Página:Flores do Mal (1924).pdf/163

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Conheces do Remorso os tiros disparados
Ao alvo do coração?
Feiticeira gentil, amas os condenados?

O Irreparável róe co’a dentuça maldita
Nossa alma, piedoso hospício.
E por vezes ataca, assim como a termita,
Pela base o edifício.
O Irreparável róe co’a dentuça maldita!

 

2



Algumas vezes vi, nas mágicas banaes,
Ao som de orquestras sonoras,
A fadas converter negros ceus infernaes
Em deslumbrantes auroras;
Algumas vezes vi, nas mágicas banaes,

Um pequenito ser, a espargir claridade,
Satanaz afugentar;