Página:Flores do Mal (1924).pdf/43

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

VI

Os Faroes


Rubens, — rio letal, parque da indolência,
Orvalhado jardim que não convida a amar,
Mas onde a vida aflue e reflue, com veemência,
Como o éter no céu, como as ondas no mar;

Leonardo de Vinci, —— um espelho profundo
Cujo torvo cristal reproduz, fascinantes,
Angélicas visões, sorridentes, e ao fundo
Neves e pinheiraes de países distantes;