Página:Flores do Mal (1924).pdf/75

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

XXI

A Máscara



Estátua alegórica no gosto da Renascença



Reparae. Que primor de graças florentinas!
Na suave ondulação do corpo musculoso,
A Força e a Elegância ostentam-se divinas.
Essa esbelta mulher, — bloco maravilhoso,
Divinamente forte, e docemente guapa,
Destinada parece a um leito sumptuoso,
A ser a distracção d’um rei ou de algum papa.