Página:Flores do Mal (1924).pdf/95

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Julgo beber um vinho inegualado,
De uma tal condição,
Que vejo abrir um ceu todo estrelado
Nas trevas em que jaz meu coração!