Página:Herculano, Alexandre, História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal, Tomo II.pdf/328

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


do do facto, mas também que semelhante procedimento seria um embaraço gravíssimo na questão do infante. Dizia que não continuara a exigir a prisão desse homem com receio de que alguma cousa houvesse na realidade acontecido. Sobejavam-lhe motivos para crer que tudo era mentira, não tendo recebido doirei aviso algum ácerca de tal successo, o que sería indesculpável se a historia do emissario fosse verdadeira. Mas, se o caso era altamente improvavel, não era absolutamente impossível, e em tão melindroso assumpto cumpria ser circumspecto[1]. Para se não toruar suspeito pelas mostras de indifferença, ainda uma vez insistira com o papa sobre a prisão de Heitor Antonio, mas em conjunctura tão pouco opportuna, que só podesse receber em resposta vagas promessas, cujo effeito esquecesse. Terminava pedindo informações directas d'elrei, com a destreza de habil cortezão. Se o facto existira, rogava-lhe que não respondesse a esta parte da sua carta. Tomaria o silencio por uma ordem para dissimular so-

  1. «Comtudo, pollos casos serem mais que as leys, ouve por mais seguro contentarme das palavras que me já o papa tinha dadas, e nom lhe dar mais furya»: Ibid.