Página:Herculano, Alexandre, História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal, Tomo II.pdf/364

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


ferido[1]. A consciencia, porém, do papa recobrara novos brios, e os clamores dos conversos levavam-no a manter a resolução em que dera mostras de afrouxar. O calor do debate e os Ímpetos da colera afugentavam o decoro, e o ruido das vozes desentoadas obrigou o camareiro do pontifice a fazer despejar a sala contigua para evitar o escandalo[2]. No meio da discussão, o papa chegou a confessar que o futuro nuncio receberia dos conversos um subsidio mensal, no que elle, com grande espanto do embaixador, não via inconveniente algum, tal era a perversão das idéas na curia romana. Invocava Christovam de Sousa certas phrases que Paulo iii proferira perante o geral dos franciscanos sobre as intenções que tinha de condescender com os desejos de D. João iii; mas elle negou que taes palavras importassem a

  1. «o cardeal Santiquatro falou aqui mais do que eu não cria dele, ainda que lhe a ele importa muito não hir nhuncio, porque não terá sua penitenciaria nenua expedição deses reinos»: Carta de Christovam de Sousa de 8 de dezembro de 1541, l. cit.
  2. «e com assaz ou sobeja colera nestas pratiquas mui altas e já quasi desentoadas, de modo que o camareiro do papa despejou a outra casa porque nos ouviam mui craro»: Ibid.