Página:Memorias de um pobre diabo.pdf/107

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
97


olfacto
da
patria; [1]

para analysar o Tratado do Sublime do conselheiro da rainha Zenobia!

Embarquei Monica para a França e não lhe besuntei os labios com o adeus de Scipião ao sahir de Roma:

Ingrata patria, non possidebis ossa mea!

Tropecei no commumnismo e nem patavina com referencia á Republica de Platão, ou á Utopia do Moro, ou á Civitas solis de Thomaz de Campanella, o Calabrez, que nunca li.

Obviei... E' tarde.

Ah! se não fosse tarde! Só na applicação, que Monica fez da palavra monogamia (que não é palavra, conforme decidiram o capitalista e o seu guarda-livros), tínhamos materia para um in-folio, se, ácinte, eu pretendesse revoltar contra mim trezentos e sessenta e cinco doutores, pelo minimo. Mas é que tenho teiró ás inimizades.

  1. Vide supplemento do Jornal do Commercio de 16 de maio de 1866, correspondencias do Norte. [N. do A.]