Página:Meteorito de Bendegó - relatório apresentado ao ministerio da agricultura, commercio e obras publicas (...) sobre a remoção do meteorito de Bendengó do sertão da provincia da Bahia para o Museu Nacional.pdf/11

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
17
____


que fosse mandado ao Bendegó o engenheiro Vicente José de Carvalho Filho, chefe de secção daquelle prolongamento, reconhecer o meteorito e ver o meio possivel de effectuar-se a sua remoção para o Museu Nacional.

Nesse anno, o Museu Nacional recebeu pela primeira vez uma amostra do meteorito, remettida pelo director do prolongamento, engenheiro Rocha Dias, e uma noticia circumstanciada dos obstaculos que cumpria affrontar.

Em 1887, quando todas as novas tentativas para a remoção do meteorito pareciam estar abandonadas, na Sociedade de Geographia do Rio de Janeiro, em sessão de 27 de Maio, li uma memoria sobre o meteorito de Bendegó, acompanhada de novas informações, que me foram fornecidas pelo engenheiro Vicente de Carvalho, e apresentei uma amostra do mesmo meteorito, alguns fragmentos da capa e dous estilhaços dos muitos que foram encontrados espalhados nas vizinhanças do logar da quéda.

O engenheiro Vicente de Carvalho calculou ter o meteorito approximadamente:

    Volume.........................   0,911
    Peso...........................   7,014 kilogrammas
    Maior comprimento..............   2m,15
      -   largura..................   1m,50
    Altura média...................   0m,66

A amostra trazida por este engenheiro foi offerecida a S. M. o Imperador, e a memoria que apresentei á Sociedade de Geographia foi publicada no 2° Boletim do Tomo III de 1887 da Revista da mesma Sociedade, e na Gazetilha do Jornal do Commercio do Rio de Janeiro, de 5 de Julho do mesmo anno.

Na Sociedade de Geographia do Rio de Janeiro, em sessão de 3 de Junho de 1887, completei as informações sobre o meteorito, e o professor Orville Derby nesta occasião discorreu largamente sobre o mesmo assumpto.

Por indicação do presidente desta sociedade, o Sr. Marquez de Paranaguá, resoveu-se, por votação unanime, que a Sociedade de Geographia do Rio de Janeiro tomasse a si fazer transportar o meteorito do sertão da Bahia para esta Côrte, com o fim de offerecel-o ao Museu Nacional.

Em sessão de 17 de Junho desse mesmo anno, communiquei á Sociedade, tendo feito antes a participação a S. M. o Imperador, que o Sr. Barão do Guahy, deputado pela provincia da Bahia, concorria

                                                   3