Página:Meteorito de Bendegó - relatório apresentado ao ministerio da agricultura, commercio e obras publicas (...) sobre a remoção do meteorito de Bendengó do sertão da provincia da Bahia para o Museu Nacional.pdf/55

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
61
____


Todos os factos verificados depoem contra semelhante opinião. Os meteoritos chegam-nos, taes e quaes estavam no espaço, conservando até a parte interna de alguns a temperatura do espaço, com uma estructura cristallina e fórma fragmentaria, que os caracterisa. O facto só de se encontrar varios fragmentos, cuja juxtaposição permitte reconstituir o meteorito primitivo, basta para provar o nenhum fundamento da opinião precitada.

A analyse dos meteoritos mostra que elles contêm corpos simples que, sem excepção alguma, se encontram no globo ; eis os principaes : ferro, silica, oxygeneo, magnesio, nickel,enxofre, phosphoro e carbono.

A sua classificação é complexa, porém podemos admittir as seguintes classes principaes:

1. Holosyderites. Compostos exclusivamente de metaes, principalmente ferro e nickel.

2. Syssiderites. Pequena quantidade de silicatos disseminados em massa de ferro.

3. Sporadosyderites. Pequena quantidade de ferro em granulos, dentro de uma massa rochosa.

4. Asyderites. Que não contém nenhuma parcella de ferro.

Os meteoritos de 3ª classe são os que se encontram mais frequentemente.

O meteorito de Bendegó pertence á 1ª classe dos holosyderites. O ferro nickelifero ou ferro meteorico apresenta certas propriedades physicas e chimicas que merecem ser lembradas.

Alguns ferros meteoritos são passivos, não precipitando o cobre de sua solução sulfurica, e segundo Martius, o ferro meteorico de Bendegó apresenta esta propriedade. Pelas experiencias feitas no laboratorio do Imperial Observatorio, pelo Sr. William Lutz, esta passividade seria incompleta. Segundo Stanislas Meunier, esta passividade do ferro meteorico constitue uma propriedade que não apresentam do mesmo modo, os ferros terrestres.

Debaixo do ponto de vista mineralogico, os ferros meteoricos constituem, segundo S. Meunier, uma classe de rochas, interiramente distinctas das rochas terrestres, pela distribuição que apresentam seus elementos, e que uma simples observação superficial indica. A crystallisação dos ferros meteoricos é sobremodo notavel, apresentando a estructura octaedrica, emquanto no ferro terrestre se nota a estructura cubica. Segundo o mesmo autor, o exame attento desses ferros meteoricos indica uma crystallisação de toda a massa, como que indicando um crystal unico de dimensões gigantescas. Nada de semelhante se encontra nas rochas terrestres.