Página:Miragaia (Almeida Garrett).pdf/24

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


IV
Morte de Gaia.png

«Sanctiago!.. Cerra, cerra!
Sanctiago, e a matar!»
Abertas estão as portas
Da tôrre de par em par;

Nem atalaias nos muros
Nem roldas para as velar…
Os moiros despercebidos
Sentem-se logo apertar