Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/104

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

102 NEGRINHA

creveu este bilhete á Laurinha dizendo que ama-"lhe". Se amasse a ella deveria dizer amo-"te". Dizendo — amo-lhe — declara que ama a uma terceira pessoa, a qual não póde ser senão a do Carmo. Salvo se declara amor á minha mulher !...

— Oh, coronel...

— ... ou á preta Luzia, cozinheira — escolha !

O escrevente, vencido, derrubou a cabeça, com uma lagrima a escorrer rumo á asa do nariz. Silenciaram ambos, em pausa de tragedia. Por fim, o coronel, batendo-lhe no hombro paternalmente, repetiu a boa lição da sua grammatica matrimonial:

— Os pronomes, como sabe, são tres: da primeira pessoa — quem fala, e neste caso vassuncê; da segunda pessoa — a quem se fala, e neste caso Laurinha; da terceira pessoa — de quem se fala, e neste caso do Carmo, minha mulher ou a preta. Escolha!

Não havia fuga possivel.