Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/27

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
AS FITAS DA VIDA


PERAMBULAVAMOS ao sabor da fantasia, pela noite a dentro, através das ruas feias do Braz, quando nos empolgou a attenção a silhueta escura duma pesada mole tijolacea, com ares de usina vasia de machinismos.

– Hospedaria de immigrantes.

– E' aqui, então...

Paramos a contemplal-a, com a imaginação já ás cabriolas. Era alli a porta do Oeste paulista – Chanaan onde o ouro espirra do solo; era alli a ante-sala da Terra Roxa – essa California do rubido, oasis côr de sangue coagulado, onde cresce a arvore do Brasil de amanhã, uma coisa melhor que o Brasil de hontem, luso e