Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/33

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
               AS FITAS DA VIDA 33

— Verdade, sim, meu patrão. Fui soldado do 33.

— O 33, de S. Paulo ? Como. isso, se és do norte ? objectou o major.

— Verdade, sim. meu patrão. explicou o cégo. Vim do norte no 13 e, logo depois de chegar ao imperio do Lopes, entrei em fogo. Tivemos má sorte. Na batalha de Tuyuty nosso batalhão foi dizimado, como milharal em tempo de chuva de pedra. Salvamo-nos, eu e mais um punhado de camaradas. Fomos. então. incorporados ao 33 paulista. afim de preencher os claros, e nelle fiz o resto da campanha.

O major Carlos, tambem elle, era veterano do Paraguay, e por coincidencia servira no 33. Interessou-se. pois, vivamente. pela historia do cégo, pondo-se a interrogal-o a fundo.

— Quem era o teu capitão ?

O cégo suspirou.

— Meu capitão era um homem que se eu o encontrasse na vida até a vista era capaz de me restituir ! Mas não sei delle, perdi-o. para mal meu...