Página:Negrinha- Contos (1920).pdf/45

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O DRAMA DA GEADA 45


— No emtanto, continuou o major, a batalha não está ganha ainda. Contrahi dividas; a fazenda está hypothecada a judeus francezes. Não venham as colheitas que espero e serei mais um vencido pela fatalidade das coisas. A natureza. depois de subjugada, é mãe : mas o credor é sempre carrasco...

A espaços, perdidas na onda verde, perobeiras sobreviventes erguiam fustes contorcidos como galvanizados pelo fogo numa convulsão de dôr. Pobres arvores ! Que destino triste. verem-se um dia arrancadas á vida em commum e insuladas na verdura rastejante do café, como rainhas escravas á cola de um carro de triumpho ! Orphãs da matta nativa, como não hão de chorar o conchego de outr'ora ! Vêde-as. Não têm o desgarre, o frondoso de copa das que nascem em campo aberto. Seu engalhamento. feito para a vida apertada da floresta, parece agora grotesco ; sua altura desmesurada, em desproporção com a fronde, provoca o riso. São mulheres despidas em publico. hirtas de vergonha, não sabendo que parte do corpo esconder.