Página:Novas Horas Marianas ou Officio Menor da SS. Virgem Maria Nossa Senhora.pdf/102

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


da gente impia; livrai-me do homem injusto e enganoso.

M. Porque vós, meu Deos, sois a minha fortaleza: porque me haveis rejeitado? e porque ando eu triste, quando me afflige o meu inimigo?

S. Lançai sobre mim a vossa luz, e a vossa verdade: porque ellas me conduzirão, e me introduzirão ao vosso monte santo, e aos vossos tabernaculos.

M. E entrarei até ao Altar de Deos, até ao mesmo Deos, que alegra a minha mocidade.

S. Cantarei, ó Deos, ao som da cithara, a vós, meu Deos. Porque estás triste, e porque me conturbas, ó alma minha?

M. Espera em Deos, porque eu lhe renderei ainda as minhas graças,


sam meam de gente non sancta; ab homine iniquo et doloso crue me.

M. Quia tu es, Deus, fortitudo mea; quare me repulisti? et quare tristis incedo, dum affligit me inimicus?

S. Emitte lucem tuam et veritatem tuam: ipsa me deduxerunt, et adduxerunt in montem sanctum tuum, et in tabernacula tua.

M. Et introibo ad Altare Dei, ad Deum qui lætificat juventutem meam.

S. Confitebor tibi in cithara, Deus, Deus meus: quare tristis es, anima mea, et quare conturbas me?

M. Spera in Deo, quoniam adhuc confitebor illi, salutare