Página:Novas Horas Marianas ou Officio Menor da SS. Virgem Maria Nossa Senhora.pdf/109

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
71
DE OUVIR MISSA.


indulgere digneris omnia peccata mea. Amen. perdoar-nos todos os nossos peccados. Assim seja.

Depois benze-se, e lê o Introito do dia [1].


Em quanto o Sacerdote diz o Introito, que varia segundo as differentes festas, rezar-se-ha a seguinte oração.


Meu Deos, purificai com a vossa graça meu coração e meus labios, para que d'este modo possa dignamente offerecer-vos

  1. O Introito é uma Oração composta ordinariamente d'um versiculo d'algum Psalmo, o qual se cantava antigamente todo inteiro, e por esta razão se diz no fim do dito versiculo Gloria Patri, etc., cujas palavras se dizem no fim de todos os Psalmos, segundo a prática da Igreja, fundada na tradição dos Apostolos.


    Chama-se Introito, que quer dizer entrada, porque antigamente se cantava ao tempo que o Sacerdote saia da Sacristia para o Altar, o que ainda hoje se pratica em França nas Missas cantadas, onde o celebrante e Ministros não partem da Sacristia senão depois de se cantar no Coro o Gloria Patri. Esta é a primeira Oração que o Sacerdote reza em voz alta, logo que chega ao Altar; e o espirito da Igreja é que o povo reze esta Oração com o Sacerdote: por isso, nos dias em que se canta a Missa, é por onde começa o Coro.

    Diz o Sacerdote o Introito e as demais Orações até ao Evangelho no lado direito do Altar (quando olhamos para elle); o Evangelho no lado esquerdo, e no meio a Gloria, o Credo, e todas as mais Orações do Sacrificio, e torna por ultimo ao lado direito para dizer as Orações de acções de graças depois do Sacrificio, por varias razões litteraes e espirituaes; as litteraes, que por sua extensão se não podem aqui transcrever, podem ver-se nos autores que tratão d'esta materia.

    As razões espirituaes, que ordinariamente se referem, são: que o lado direito do Altar representa os Judeos, que são os primeiros chamados á Fé, e o lado esquerdo figura os Gentios, que recebêrão com alegria o Evangelho, e se lê ou canta d'este lado o Evangelho, a fim de renovar em nosso espirito este grande mysterio da vocação dos Gentios e da reprovação dos Judeos; e finalmente, concluido o sacrificio, se muda o Missal para o lado direito para significar a conversão d'estes, que está vaticinada nas sagradas Escripturas.

    Nas Missas solemnes, costuma-se incensar o Altar antes do Introito, e depois a Oblata; e esta prática tem por fim offerecer a Deos as Orações dos Fiéis figuradas pelos perfumes, e presentar-lhe suas Oblações.