Página:Novas Horas Marianas ou Officio Menor da SS. Virgem Maria Nossa Senhora.pdf/113

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
75
DE OUVIR MISSA.


in gloria Dei Patris. Amen. de Deos Padre. Assim seja [1].
Volta-se depois o Sacerdote para o Povo e diz:
S. Dominus vobiscum. S. O Senhor seja comvosco [2].
M. Et cum spiritu tuo. M. E com o vosso espirito.
  1. Esta Oração é um hymno, cujo principio composérão os Anjos, e ensinárão aos homens, quando nasceo o Salvador do mundo, e o mais foi composto pela Igreja. Deve rezál-a o Povo com o Sacerdote, e rezál-a mais do coração que da boca, e com todo o fervor possivel; porque esse é o espirito da Igreja. Não se diz este Hymno nas Missas de defuntos e nos dias de penitencia, porque a Igreja olha esta Oração como um Cantico de alegria e solemnidade.
  2. Ao dizer estas palavras, volta-se o Sacerdote para o Povo; porque é natural olhar para as pessoas com quem se falla e a quem se saúda; já não assim quando diz Oremus, mas levantando os olhos e as mãos para o Crucifixo, ou para o Santissimo Sacramento, se está exposto, porque então não falta só com o Povo, mas se excita a si mesmo tambem a orar; e para dar a entender que por esta oração eleva sua alma a Deos, levanta os olhos e as mãos para a imagem de Jesu-Christo, ou para o Santissimo Sacramento, para que a seu exemplo eleve tambem o Povo seu coração a Deos.