Página:Novas Horas Marianas ou Officio Menor da SS. Virgem Maria Nossa Senhora.pdf/122

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
84
METHODO


e o offertorio do dia, que varia segundo as festividades e ferias da semana, e concluida esta pequena Oração, ou em quanto ella é cantada pelo Coro, toma a patena, e offerecendo a Hostia que ha de ser consagrada, diz: Suscipe, etc.

Recebei, Santo Pai, omnipotente e eterno Deos, esta Hostia immaculada que eu vosso indigno servo offereço a vos, meu Deos vivo e verdadeiro, por todos os meus peccados, offensas e negligencias, e por todos os fiéis christãos vivos e defuntos: a fim de que aproveite a mim, e a elles para a Salvação na vida eterna. Amen. Suscipe, Sancte Pater, omnipotens et eterne Deus, hanc immaculatam Hostiam, quam ego indignus famulus tuus offero tibi Deo meo, vivo et vero, innumerabilibus peccais et offensionibus et negligentiis meis, et pro omnibus circumstantibus, sed et pro omnibus fidelibus Christianis vivis atque defunctis; ut mihi et illis proficiat ad salutem in vitam eternam. Amen.

Depois d'esta Oração, faz o signal da cruz com a mesma patena, colloca a Hostia sobre o corporal, tomando o Calis lança-lhe o vinho, e benze a agua, que mistura com o vinho [1], dizendo: Deus qui humanæ substantiæ, etc.

  1. Mistura o Sacerdote a agua com o vinho, para fazer o que fez Jesu-Christo, quando instituio a Santa Eucharistia, e para manifestar o mysterio que quiz representar por esta mostra, que é: 1º a união real da natureza humana com a divina na pessoa do Filho de Deos; 2º a união mystica dos Fieis com Jesu-Christo sua Cabeça; 3º a agua e o sangue que no Calvario sairão do lado de Jesu-Christo.