Página:Novas Horas Marianas ou Officio Menor da SS. Virgem Maria Nossa Senhora.pdf/193

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


peccados, eu tantas vezes apostata e prevaricador contra Deos e sua Igreja?!

Foi logo de Deos maldido o fratricida Caim, por ter morto o innocente Abel! que mereço eu, atrevido e ingrato, que tantas vezes tenho dado morte á innocente alma que de meu Criador recebi?!

Mais dado á gula e á sensualidade que Esaü, tenho manchado meu corpo e minha alma com indecencias e demasias; e tremo ser despojado da herança celestial!

Com o vosso resplandor, beatissima Virgem, sarai a infirmidade de minha alma em que me lançou o espirito corruptor; livrai-me de seu duro captiveiro, que folga elle quando me vê de vós desamparado.

Minha vida se esvaece, minha alma desfallece, ao ver as miserias em que estou abysmado; eia pois, advogada minha, correi em meu soccorro.

Antevejo meu ultimo fim, e não posso supportál-o; argüe-me a consciencia, e não sei socegál-a; lança-me em rosto meus pessimos feitos, minha vida inconstante e perdida, e não tenho assaz de dor de meus peccados! Acudi-me, Senhora.