Página:Novas Horas Marianas ou Officio Menor da SS. Virgem Maria Nossa Senhora.pdf/210

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Detêm-te, irmão meu, não deixes tão depressa a casa do Senhor, põe-te em sua divina presença, e dize-lhe com devoção e fervor:

Quão suave sois, Senhor, para os que têem um coração recto! Creio que por vossa infinita misericordia confessei devidamente todos os meus peccados, e que vós, Senhor, m'os haveis perdoado, segundo tendes promettido a todos os peccadores. D'aqui nasce a consolação ineffavel que experimenta minha alma, ha pouco opprimida debaixo do peso da culpa, triste, abattida e desconsolada. Creio, Deos meu, que por vossa piedade recobrei vossa graça que nunca devia haver perdido. Oh dia feliz! Oh momento afortunado! Já posso contar-me entre os filhos de Deos, companheiro dos Santos, dos Anjos e dos Seraphins. Quantas graças devo dar-vos, Deos meu, Pai de misericordia! Não permittais, Senhor, que eu perca este venturoso estado; livrai-me das ciladas do inimigo, defendei-me dos attractivos do vicio, e protegei-me contra os assaltos das paixões. De novo proponho servo fiel e obediente toda mi