Página:O missionário.djvu/191

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


esta, contara a parenta pobre, ia ocasião da partida dissera de mau humor:

- Arre também com tanto xerimbabo!

D. Cirila, pela aversão que o capitão Mendes da Fonseca, o coletor, ganhara à confissão, graças às tramóias do patife do Chico Filêncio, deixara a freguesia do engomado, e metia-se em casa, não vinha à igreja senão muito raramente.

D. Prudência esperara suceder a D. Cirila, mas como a freguesia da roupa fora dada a uma tapuia velha, convencera-se de que era a Luísa Madeirense a engomadeira do vigário, e estava louca de ciúmes, apesar dos protestos do Macário, que jurara pela castidade de S. Rev.ma, porque, realmente, homem assim Macário nunca vira. Era uma coisa espantosa!

D. Dimildes, a irmã do Mapa-Múndi, tivera ordem expressa do irmão para se não confessar. Resistia ainda, coitada da devota, mas teria talvez de ceder à imposição fraterna.