Página:O povo portuguez nos seus costumes, crenças e tradições - Teófilo Braga - II.pdf/13

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
6
LIVRO II


seus estados e transformações o esboço espontaneo de uma synthese affectiva. As crenças populares e nacionaes, que formam o objecto d'este livro, dividem-se em dois grupos: as crenças que são restos de religiões extinctas que pertenceram ás raças que occuparam a peninsula hispanica, mas que sobrevivem, máo grado o exclusivismo das outras crenças que constituem a religião do estado, impostas officialmente, apropriando-se dos elementos mythicos. e cultuaes anteriores já desnaturando-os, já perseguindo-os. (Fas et nefas.)

O encontro d'estes dois grupos hierologicos determinado por diversas situações historicas provoca um terrivel conflicto, em que a religião do estado sendo levada até ao canibalismo da Inquisição, os cultos decahidos fortificaram-se na allucinação pathologica da feiticeria e possessão demoniaca. Apesar porém d'esse eterno antagonismo, os dois grupos fusionaram-se como se vê pela persistencia de certas praticas supersticiosas nas proprias festas do catholicismo, constituindo ambos ainda hoje a principal synthese affectiva do povo portuguez.