Página:O povo portuguez nos seus costumes, crenças e tradições - Teófilo Braga - II.pdf/446

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
439
CONTOS, LENDAS, LIVROS POPULARES, ETC.


Diz d’alli o pinheiro:
«— Que tens tu ó trave,
Que te estás a quebrar?
— «Morreu o João Ratão,
Carochinha a chorar,
A tripeça a dansar
A porta a abrir e a fechar,
E eu trave a quebrar.
«— E eu que sou pinheiro
Vou-me arrancar.

Vem os passarinhos:
«Que tens tu, pinheiro,
Para te arrancar?
«— Morreu o João Ratão,
Carochinha a chorar,
A tripeça a dansar,
A porta a abrir e a fechar,
A trave a quebrar,
E eu a m’arrancar.
«Nós os passarinhos
Tirámos os olhinhos.

Elles foram beber agua e perguntou a fonte:

«Porque foi, passarinhos,
Que tirastes os olhinhos?
«Morreu o João Ratão,
Carochinha a chorar,
A tripeça a dansar,
A porta a abrir e a fechar;
A trave quebrou-se,
O pinheiro arrancou-se,
E nós os passarinhos
Tirámos os olhinhos.
«E eu que sou fonte
Vou-me seccar.

Vieram os filhos do rei com os cantarinhos e acharam a fonte secca:

—«Que tens tu, fonte,
Para te seccar?
«Morreu O João Ratão,
A Carochinha a chorar,
A tripeça a dansar,
A porta a abrir e a fechar;
A trave quebrou-se,
O pinheiro arrancou-se;
Os passarinhos,
Tiraram os olhinhos,
E eu que sou fonte
Não havia de seccar?
—«E nós, infantinhos,
Quebrámos os cantarinhos.

Foram os principes para palacio e perguntou a rainha:

«—Que tendes, meninos,
Que quebraes os cantarinhos?
—«Morreu o João Ratão,
A Carochinha a chorar,
A tripeça a dansar,
A porta a abrir e a fechar;
A trave quebrou-se,
O pinheiro arrancou-se;
Os passarinhos
Tiraram os olhinhos,
E nós quebrámos
Os cantarinhos.
«—E eu que sou a rainha
Ponho-me em fraldinha,
E o rei com pezar
Poz o seu cú a assar.

(Porto, e ilha de S. Jorge.)


Hollywell nas Nurserey Rhymes, dá a este genero novellesco o nome de historias de accumulação, a