Página:Os Bruzundangas.pdf/20

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
12
LIMA BARRETO

Na sua acção, repousavam as pequenas esperanças dos humildes e as desmarcadas ambições dos ricos. Era tal o seu inebriamento que chegou a esquecer as coisas feias do seu officio... Elle se julgava e só o que lhe parecia grande entrava nesse julgamento. As obscuras determinações das cousas, acertadamente, haviam-no erguido até alli, e mais alto leval-o-iam, visto que, só elle, elle só e unicamente, seria capaz de fazer o paiz chegar ao destino que os antecedentes delle impunham... E o ministro isolado sorriu, quando essa phrase lhe passou pelos olhos, inteirinha, em letras de imprensa, como se elle a estivesse lendo em um livro, em uma revista, ou mesmo em um jornal. Occorreram-lhe algumas palavras do seu discurso de ha pouco...

«Na vida das sociedades, como na dos indivíduos...» Não lhe ficara inteira aquella tirada philosophica, mas a admiração que advinhou nos olhares dos circumstantes, fiava bem o assombro que ella causou. E o successo d'aquelle trecho que provocara innumeros apoiados: « Aristoteles, Bancon, Descartes, Spinosa e Spencer, como Solon, Justiniano, Portalis e Ihering, todos os philosophos, todos os juristas, affirmam que as leis devem succeder aos costumes.» O olhar, muito brilhante, immovel de espanto, do deputado Kalhuí, opposicionista encapotado, era o mais seguro penhor de que dissera uma profunda verdade, embora elle não tivesse certeza, pois não lhe lerão as obras, de que aquella gente toda houvesse dito tal cousa que a sua boca proferira. E quando terminou... «Senhores, o nosso tempo é de grandes reformas ; estejamos com elle, reformemos, mas conservando...» A cerimonia mal conteve nos circumstantes o enthusiasmo com que foi recebido esse final. O auditório delirou.