Página:Os Vilhancicos.pdf/27

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
: OS VILHANCICOS : 23

como não haviam elas de contristar-se até à revolta perante tantas exterioridades sem significação, tantas profanações ostentosas, brilhantes, mas sêcas, sem o hálito bendito da fé interior?

Certo é que os Vilhancicos uma vez integrados no culto religioso ràpidamente se desenvolveram descendo da Côrte até o povo, das Catedrais até ás humildes igrejas, sendo de crêr que na maioria dos casos se não fizesse mais que repetir o que já se praticava em épocas anteriores e em identicas solenidades.

A mesma música, portanto, e a mesma letra soariam de lés a lés de Portugal, onde houvesse função religiosa de tom.

Depois veiu o silêncio e a morte. Por fim o esquecimento. E nem mesmo já os ecos dêsses Natais tam celebrados em descantes populares, que saíram dos templos para virem bracejar cá fora mais libérrimos, com seu scenário, sua indumentaria, sua dialogação típicos, logram quáse divisar-se, depois de se haverem refugiado, como que corridos pela vaga do chamado progresso, nos recônditos das mais humildes aldeias…

Passemos a apresentar uma nota dos Vilhancicos, que até agora conseguimos estudar. Examinemo-los primeiro no seu aspecto de curiosidade bibliográfica, antes de lhe devassarmos, por assim dizer, a alma, a psicologia.