Página:Os descobrimentos portuguezes e os de Colombo.djvu/49

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
43

Não é já só, porém, com as phantasias orthodoxas, nem com os devaneios dos sonhadores scientificos, que a terra depois de explorada audaciosamente se torna incompativel. O proprio systema scientifico de Ptolomeu, essa gloria da antiguidade greco-romana, estala não podendo conter em si o mundo tal como foi estudado e descoberto. O systema de Copernico restitue ao sol a sua magestade e a sua humildade á terra. Se não era o sol que percorria lentamente o zodiaco, illuminando no mais alto do seu curso com a sua luz fecundante a terra privilegiada, e queimando quando se abaixava a terra condemnada e maldita, se a zona torrida não era um inferno sempre em chammas, nem nas suas proximidades pullulavam os monstros como os Cerbéros d’esse Tartaro, como as viagens portuguezas amplamente demonstravam, que motivo havia para se suppôr que o Sol não era senão o instrumento das bençãos ou das maldições de Deus sobre a Terra, e porque não seria antes a Terra que adejaria no espaço, irmã d’esses numerosos planetas que no céo resplandeciam, atomo no meio d’essa immensidade de atomos, bago d’essa poeira de luz dispersa no firmamento, e posta em movimento pelo sopro mysterioso da grande attracção universal? E a Copernico succediam Képler e Newton, e as leis do Universo iam-se coordenando n’um Codigo formulado pela sciencia, não ao acaso das conjecturas, mas segundo as indicações positivas