Página:Os symbolos nacionaes.pdf/25

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


depois completado pâra ser lido, em parte, no Instituto Historico e Geographico de S. Paulo, e em seguida publicado na imprensa diaria, de ampliação em ampliação, veio a constituir o presente volume. A primeira parte tem por idéa capital mostrar qual a bandeira e quaes as armas que, no meu entender, deveria ter o Brasil de accôrdo com a sua história e a sua tradição. Os desenhos annexos elucidam o plano, em virtude do qual seriam reivindicados os antigos e gloriosos symbolos da nossa nacionalidade. Os applausos e os encorajamentos que á minha these hão dispensado homens eminentes, as sympathicas referencias da imprensa local e da de alguns Estados demonstram que não estou longe da razão.

A segunda parte do livro, exclusivamente relativa á bandeira actual, consta duma refutação crítica a trabalhos de indivíduos que, mais por espirito de partido e por basofia, que por amor á verdade e á conveniencia geral da Patria, entenderam de combater os meus escriptos por um processo devéras singular: tomando por alvo o nome e a obra de Eduardo Prado, sôbre o mesmo assumpto, na qual eu, nas linhas geraes e especialmente na parte astronômica, me havia baseado. Até então, julgava eu que o folheto de Eduardo fôsse o bastante pâra revelar os principaes êrros e as maiores desvantagens da bandeira actual. Mas os sophismas accumulados foram tantos, as cavillações pâra embahir a opinião pública foram de tal ordem,