Página:Pacotilha poetica.pdf/177

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
173
das amizades?


HOMENS

8 Ser cantado em prosa e verso,
  Ser levado á eternidade,
  Como o modelo sem par
  Da mais benigna amizade!

9 O fim que teve Edelmonda
  A' vossa amante dareis:
  E á perfídia da amizade
  Um tal crime devereis.

10 Os parabens não vos dou
  Por terdes muitos amigos,
  Que ainda por muitas cousas
  Serão vossos inimigos.

11 Esse que come comvosco
  Esse que comvosco bebe,
  Ah! que para injuriar-vos
  Boas patacas recebe.

12 Temei assaz esses falsos,
  Que vossos amigos são;
  Hão de faltar vos deveras
  De crise na occasião.

Pacotilha poetica typographic ornament 24.png