Página:Pacotilha poetica.pdf/18

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
14
Se souberem daquillo


SENHORAS

2 O papai ha de zangar-se
  Nesse primeiro momento,
  Mas depois o fim da festa
  Virá a ser — casamento.

3 Vosso marido já sabe...
  Finge ainda ignorar,
  E por fim as vossas rixas
  Hão de o caldo lhe entornar.

4 Nada! todo o mundo sabe
  Desse antigo namorar,
  Pois por vós ficou maluco
  O Antonio quer casar.

5 Nada absolutamente;
  Que importa ter amadores:
  Elles vêm após teu rosto
  Com os encantos seductores.

6 Dirão que sois muito nescia,
  Que obrais sem discernimento,
  Que mereceis por castigo
  Ser encerrada em convento.

7 Aquillo... aquelles amores,
  Tudo tintim por tintim,
  O bom do velho já sabe,
  Pois temei-lhe o frenesim!