Página:Pacotilha poetica.pdf/235

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
231
por quem ama?


HOMENS

2 Não sois, não fostes, e nunca,
  E nunca sereis, senhor;
  A tal pobre negra mina
  Em nada vos tem amor.

3 Não, senhor; a pobre ilhôa
  Por quem suspirais de amor
  Só gasta todo o seu tempo
  Com um patrão do vapor.

4 Pela moça não, meu lord,
  Que jámais por vós se inflamma;
  Coragem, porém, que o sois
  Por sua bella mucama!

5 Ella finge que vos ama
  Quando a outro tem amor;
  Se o outro roer-lhe a corda,
  Será vossa, sim, senhor.

6 Pensais que o sois, meu paspalhão,
  Mas a sorte verdadeira
  Vos adverte que apenas
  Sois um páo de cabelleira.

7 Não podeis, não podeis ser,
  Seu amor não é verdadeiro,
  Pois a tal negra Benguella
  Morre só por seu parceiro,