Página:Pacotilha poetica.pdf/258

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
254
Se vai á missa por


SENHORAS

2 Por devoção! Mas, senhora,
  Não é, não, religiosa...
  A cousa é mais que profana,
  E' devoção amorosa!

3 Por outra cousa, senhora,
  Que adorais a um cupidinho;
  E quereis campar de Santa
  Quando sois um demoninho?

4 Namorais tambem na missa,
  Commetteis um tal peccado,
  O diabo sempre tenta!
  Olhai que o cujo é casado!

5 Sois tão devota, senhora,
  Que pelo proximo pedis;
  Que por elle ides á missa
  Tambem muita gente o diz.

6 Gostais de vel-o sentado
  Lá num banco do Passeio;
  Porém na igreja tambem?
  Isso, senhora, é mui feio.

7 Que Santinha! Lá na missa
  Sois mesmo uma songa-monga:
  Mas chiton! Nada mais digo
  Porque até a historia é longa.