Página:Pacotilha poetica.pdf/265

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
261
no Rio de Janeiro


16 Até docas fluctuantes
   Vão aqui apparecer;
   Havemos por força, eu juro,
   Ver a marinha crescer.

17 Estradas até normaes
   Já vão ao cume da serra,
   A' bibocas e ás florestas
   Levando soberba guerra.

18 Que minha avó fosse viva
   Para ir ao córgo secco!
   Havia pasmar de certo,
   Que eu em exagerar não pecco.

19 Veria um bello caminho
   Como cobra ou caracol,
   Ir subindo até o cume
   Onde tem seu throno o sol.

20 E isso faria de carro,
   Repimpada n'almofada,
   E lá veria cora pasmo
   Uma cidade encantada!

21 Bellos casaes, claras aguas
   Por entre rica verdura,
   Trepando montes as casas
   De simples architectura!