Página:Pacotilha poetica.pdf/51

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
47
para bem ou mal?


HOMENS

2 Para bem, para mal não,
  Mas sêde em tudo discreto;
  Pagareis com a propria vida
  Se fôrdes muito indiscreto.

3 Talvez seja para mal...
  Do bem q' importa a apparencia?
  Occulta-se muitas vezes
  A maldade na innocencia.

4 Silencio!... A hora já bate!
  Escutai;—é a sua voz...
  Parti... mas é para mal!
  Lá jaz a vingança atroz!

5 Para bem se foi de moça,
  Para mal se não foi não;
  Decidi-vos por vós mesmo,
  Segui vossa vocação.

6 Nem para mal, meu senhor,
  E tão pouco para bem;
  Ella disse sim, por não,
  Sem se importar com ninguem!

7 Para bem e para mal,
  Que tanto nasce de um sim,
  Que ella vos disse vos dando
  Um raminho de jasmim.