Página:Pacotilha poetica.pdf/52

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
48
Se aquelle — sim — é


SENHORAS

8 Bem, emquanto houver ventura,
  Tal a vontade de amor;
  Mal, quando fôr-se a ventura,
  Tal é de amor o rigor.

9 Dar um sim a um tal velho,
  Que tem mais callos que annos,
  E' querer mal a si mesma,
  Tecendo a si mesma enganos.

10 Sim a um velho se não dá,
  Não a um moço se não diz:
  Mas fizestes ao contrario,
  Sereis portanto infeliz.

11 Se é para bem, oh bem póde
  Ser para algum mal tambem,
  Se é para mal, oh bem póde
  Ser tambem para algum bem.

12 Para bem, não póde ser,
  Para mal, ainda peior;
  E' assim, assim, assim,
  O não dar era melhor.

Pacotilha poetica typographic ornament 48.png