Página:Pacotilha poetica.pdf/86

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
82
Se quem lhe ama será


SENHORAS

2 Não, mas a briga tambem
  De arrufos não passará;
  Isso mesmo a quem bem ama
  O amor mais firmará.

3 Como a preguiça no matto
  A duro tronco agarrada,
  Assim vivereis com elle
  P'ra que não tenha outra amada.

4 Ha de ser, e porque não?
  Tem para isso razão,
  Se elle tem de vosso amor
  O penhor em sua mão.

5 Como o mar e como a arêa,
  Como o vento, como o fumo;
  Tambem vosso coração
  Cada dia tem um rumo.

6 Ser constante com mulheres
  E' dar o que ellas não dão;
  E o tal Beltrão que vos ama
  Também ama o vosso cão!

7 Não; jurou ser mui constante,
  Mas ha de a jura quebrar,
  Quando com desconfianças
  Comvosco senhora, entrar.