Página:Pacotilha poetica.pdf/89

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
85
sempre constante?


HOMENS

8 Namorais sem saber como,
   E quereis constancia achar?
   Isso tudo é parvoice,
   Muito caro haveis pagar!

9 Não; e causa disso tudo
   Ha de ser uma yayá;
   Mas ella, bella e formosa,
   Constante nunca será.

10 O vosso mui predilecto
    Que tão risonho está aqui,
    Morre por uma carcassa
    Que mora no Catumby.

11 Borboleta, ella voltou se
    Para vós que sois qual flôr,
    Mas ha de ser sempre varia
    No seu inconstante amor.

12 Constante emquanto puder,
    E pedir-lhe o coração;
    Se não fôrdes inconstante
    Não temais variação.

Pacotilha poetica typographic ornament 61.png