Página:Peregrinaçam.pdf/10

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Peregrinações de

migo da ſua infinita miſericordia, a peſar de todos meus peccados, porq̃ eu entendo & cõfeſſo que delles me nacerão todos os males q̃ por mim paſſarão, & della as forças, & o animo para os poder paſſar, & eſcapar delles com vida. E tomãdo por principio deſta minha peregrinação o q̃ paſſey neſte Reyno, digo q̃ deſpois que paſſei a vida atê idade de dez ou doze annos na miſeria & eſtreite za da pobre caſa de meu pay na villa de Montemór o velho, hum tio meu, parece que deſejoſo de me encaminhar para milhor fortuna, me trouxe a cidade de Lisboa, & me pos no ſeruiço de hũa ſenhora de geração aſſaz nobre, & de parentes aſſaz illuſtres, parecẽdolhe que pella valia aſsi della como delles poderia auer effeito o q̃ elle pretendia para mim. E iſto era no tempo em q̃ na meſma cidade deLisboa ſe quebrarão os eſcudos pella morte del Rey dom Manoel da glorioſa memoria, que foy em dia de ſanta Luzia treze dias do mes de Dezẽbro do anno de 1521. de q̃ eu ſou bẽ lẽbrado, & doutra couſa mais antigua deſte reyno me não lẽbro. Atenção deſte meu tio não teue o ſuceſſo q̃ elle imaginaua, antes o teue muito differente, porq̃ auendo anno & meyo pouco mais ou menos q̃ eu eſtaua no ſeruiço deſta ſenhora, me ſocedeo hum caſo q̃ me pos a vida em tanto riſco, que para a poder ſaluar me foy forçado ſairme naq̃lla meſma ora de caſa, fugindo cõ a mayor preſſa q̃ pude, & indo eu aſsi tão deſatinado co grande medo q̃ leuaua, q̃ não ſabia por onde hia, como quẽ vira a morte diãte dos olhos, & a cada paſſo cuidaua q̃ a tinha comigo, fuy ter ao cayz da pedra onde achey hũa carauella d’Alfama, q̃ hia com cauallos & fato de hum fidalgo para Setuual, onde naq̃lle tempo eſtaua el Rev dô Ioão o terceiro que ſanta gloria aja cõ toda a corte, por cauſa da peſte q̃ então auia em muytos lugares do Reyno: neſta carauella me embarquei eu, & ella ſe partio logo, & ao outro dia pella manhã ſendo nos tãto auante como Cezimbra nos cometeo hum Frances coſſairo, & abalroando com noſco, nos lãçou dentro quinze ou vinte homẽs, os quais ſem reſiſtencia, nẽ contradição dos noſſos, ſe ſenhorearão do nauio, & deſpois que o deſpojarão de tudo quãto acharão nelle, que valia mais de ſeis mil cruzados, o meterão no fundo, & a dezaſete q̃ eſcapamos cõ vida, atados de pés & de mãos nos meterão no ſeu nauio, cõ fundamento de nos leuarem a vender a Larache, para onde ſe djzja que hião carregados de armas q̃ de veniaga leuauão aos Mouros, & trazendonos cõ eſta determinação mais treze dias, banqueteados cada ora de muitos açoutes, quis ſua boa fortuna que no cabo delles ao pordo ſol,ouuerão viſta de hũa vella, & ſeguindoa aquella noite marcados pella ſua eſteira, como officiaes velhos praticos naquella arte, forão com ella antes do quarto da modorra rendido, & dandolhe tres çurriadas de artilharia a abalroarão muito esforçadamente, & ainda

que