Página:Phalenas.pdf/156

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


152


Vejo cahir no occaso o sol da minha vida.

Myrto.


Cabeça de poeta, exaltada e perdida!

Pensas estar no occaso o sol que mal desponta?

Cleon.


A clepsydra do amor não conta as horas, conta

As illusões; velhice é perdêl-as assim;

Breve a noite abrirá seus véos por sobre mim.

Myrto
.


Não has de envelhecer; as illusões comtigo

Flôres são que respeita Eolo brando e amigo.

Guarda-as, talvez um dia, e não tarde, as colhamos.

Cleon.


Se eu a Lesbos não vou.

Myrto.

                  Podem colher-se em Samos.

Cleon.

                                      Voltas breve?

Myrto.

Não sei.
Cleon.
                  Oh! sim, deves voltar!

Myrto.


Tenho medo.

Cleon.

                  De que?