Página:Phalenas.pdf/211

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

— 207 —

Ninho para aquecer a ave abatida.
Inda nas sombras todo o valle immerso,
Não acordara á costumada lida;
Repousava no placido abandono
Da paz tranquilla e do tranquillo somno.

XC



Alto já ia o sol, quando descera
Heitor a opposta face da montanha;
Nada do que deixou desparecêra;
O mesmo rio as mesmas hervas banha.
A casa, como então, garrida e austera,
Do sol nascente a viva luz apanha;
Iguaes flôres, nas plantas renascidas...
Tudo alli falla de perpetuas vidas!

XCI



Desce o poeta cauteloso e lento.
Olha de longe; um vulto ao sol erguia
A veneranda fronte, monumento
De grave e celestial melancolia.
Como sulco de um fundo pensamento
Larga ruga na testa abrir se via,
Era a ruina talvez de uma esperança...
Nos braços tinha uma gentil criança.