Página:Quatro regras de diplomacia.pdf/121

Wikisource, a biblioteca livre
Ir para: navegação, pesquisa
121


fraqueza. Entretanto é certo que Vossa Magestade Imperial na decisão por escripto que deu sobre a proposta do seu Conselho, dizia que a suspensão de armas para nos salvar devia ter logar no praso de trinta dias da data da minha escripta (16 de Novembro), e parece-me portanto não se dever levar a mal que vendo eu que não havia esperança de induzir este Governo a tomar aquella medida que importava, que implicaria, o constrangimento e uso da força, tentasse conseguir o mesmo fim por um meio menos peremptorio, sem comtudo fazer esta proposição por escripto, nem comprometter a dignidade de Vossa Magestade Imperial.

Emquanto ao resultado da nossa missão seja-me licito dizer que elle não é tão nullo como o querem representar, postoque não seja tão decisivo como eu ardentemente desejava. A embaixada de Sir Stratford Canning é o primeiro passo directo e ostensivo que o Governo lnglez tem dado a favor da causa que Vossa Magestade Imperial tão nobremente defende. Este passo não poderá deixar de produzir resultados, e posso assegurar a Vossa Magestade Imperial que os inimigos da causa da Rainha fazem a esse respeito justiça aos Plenipotenciarios de Vossa Magestade Imperial e estão cheios de confusão e temor pelo resultado d'esta negociação.

A Nota de Lord Palmerston, em resposta á minha, tambem me parece ser o primeiro documento omeial, em que por escripto e explicitamente se reconhece o direito da Rainha, e esta primeira concessão deverá, se formos auxiliados pelas circumstaneias, conduzira consequencias mais favoraveis. Finalmente os esforços que os meus Collegas e eu temos feito para conservar o quasi submersa barco do nosso credito financeiro, a enorme responsabilidade que tomamos para fazer face aos eontinuados saques sobre a casa Carbonell, cuja bancarota traria após de s¡ provavelmente a ruina da causa, tudo isto me anima a lisongear-me de que não tem sido inutil a nossa vinda a Londres.

Fiado não só na generosidade da alma de Vossa Magestade Imperial, mas tambem na sua justiça e discernimento, nada mais acrescentarei senão que tenho feito e continuarei a fazer em consciencia tudo quanto me parecer necessario e estiver ao meu alcance para sustentar a causa que tenho servido; e que espero conservar-me em tudo o caso, como até agora felizmente me conservo, isento de re- morsos e coberente com os principios, que invariavelmente me teem dirigido no meio de tantas vicissitudes e agitações politicas. Desculpe Vossa Magestade Imperial este desafogo, e acredite com a sua natural