Página:Scintillações e sombras.pdf/18

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
— 10 —

Era de noite e a lua scintillante
Crusava a immensidão dos largos céus,
Cantava além um rouxinol, distante...

Então abominei os vis atheus,
Porque vi de joelhos, triumphante
A alma de meu Pae aos pés de Deus.


1877.