Página:Til (Volume III e IV).djvu/302

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


se da cerca, além da qual se ocultava o moço. Ali, defronte, um do outro, os dois amantes não se animavam a quebrar o silêncio, nem mesmo a se olhar.

— Linda!... murmurou o moço afinal.

— O senhor não sabe? interrompeu a voz trêmula da menina. Vamos para o Rio de Janeiro.

— A senhora?... exclamou o rapaz sucumbido.

Linda soltou uma exclamação de susto. D. Ermelinda, vendo a filha passar, a acompanhara e surpreendera os dois amantes.

Não se irritou a senhora, que viu a aflição pintada no rosto da filha.

Ao contrário, abraçando-a com ternura, chamou a Miguel, o qual procurava esconder-se à sua vista. Aproximou-se o moço, pálido e confuso, para ouvir estas palavras