Página:Til (Volume III e IV).djvu/334

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


— Juro.

Tirou Berta do seio a cruz presa com o bentinho ao cordão de ouro; e o Bugre a beijou repetindo o juramento. Depois sacou as armas da cinta, e arremessou-as longe de si.

Nesse instante Zana que descobrira Jão atirou-se para beijar-lhe as mãos com fervor; e apanhando a faca, procurou prende-la entre os dedos do Bugre.

— Não careço mais, Zana!... Ela está vingada. Posso morrer!

Esta cena despertou no espírito de Berta uma recordação. Acudiram-lhe as palavras do caiapó na festa da vila:

— Jão, tu conheceste minha mãe!

— Quem lhe disse, Nhazinha?

— Conta-me como ela morreu!

— Não...

— Conta! Eu quero!