Página:Til (Volume I e II).djvu/300

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


palavra com mímica expressiva, e apontando para a carta.

— Eu sou til!

Esteve Brás um instante pasmo e boquiaberto, sem compreender, apesar da ânsia com que labutava o seu obtuso engenho. Até que afinal bateu palmas de contente, e deitou a pular, regougando a sua parva risada.

— Eh!... eh!... eh!... Berta, umh!... Berta, umh!...

Daí em diante aquele sinal, que para o idiota era o símbolo da graça, da gentileza e do prazer, tornou-se a imagem de Berta, e não se cansava Brás de o repetir, não por palavras, mas por acenos com os meneios mais extravagantes.

Dias depois, chamando-a ele pelo nome, a menina respondeu-lhe: