Página:Til (Volume I e II).djvu/322

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


e com um olhar de chumbo.

— Humh!... exclamou o outro azoado com a palavra.

— Não se fez nada.

— Por quê?

Podia o capanga arranjar uma desculpa; mas repugnava-lhe a mentira.

— Não quis! respondeu lacônico.

— Está galante a embroma! rascou o Barroso com rinchavelho de cólera. E vem dizer-me isto com toda a frescura!... Mas a culpa tenho eu em fiar-me num tratante da sua laia.

A última palavra não a acabou de proferir, que dum revés da mão o capanga o lançou ao chão, calcando-lhe a alpercata ao peito. Viu ele descer ameaçadora a coronha do bacamarte e fechou os olhos. O Bugre ia esmigalhar-lhe a cabeça, como se faz com um reptil.