Página:Til (Volume I e II).djvu/36

Wikisource, a biblioteca livre
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


abrisse os seios d'alma ao pensamento suspeitoso do companheiro. Foi o olhar deste que abaixou-se encandeado e cego com a reverberação; e o rubor queimou-lhe as faces, enquanto a menina banhava-se em um sorriso de canduras.

— Pois vá só! replicou o rapaz virando.

— Para Linda agastar-se comigo?

— Não tenha susto.

— Você é um ingrato, nhô Miguel: não paga o bem que lhe querem.

— Deixe-se desses brinquedos, Inhá. É por isso mesmo que eu não vou mais à fazenda, e também para... não ver certas cousas.

— O quê?... Mecê, diga; por favor! acudiu a menina para bulir com o rapaz.

— Cuida que eu não reparo como Afonso brinca tanto com mecê?

Mecê, hein?...